Lolonet  

Linha do tempo

1922

nasce em Curitiba (07/07)

1932-1938

Jogador juvenil do Coritiba Football Club

1938

Transfere-se para o Juventus Futebol Clube de Curitiba; depois para o Atlético Paranaense. 

1939

atleta do Atlético Paranaense  de futebol vôlei, basquete, etc.

1943 

Entra no curso de engenharia civil da UFPR   

1943

nomeado, pelo prefeito Rosaldo Leitão, como assistente técnico de Sadi Souza, da Divisão de Praças e Jardins, Viação e Transportes, conhece o urbanista Alfred Agache. Faz o projeto paisagístico da Praça João Cândido.          

1943 

Alfred Agache aconselhou Lolô a estudar arquitetura 

1943   

campeão paranaense amador de futebol pelo clube atlético paranaense

campeão sul-americano de bola ao cesto

vice-campeão brasileiro de lance livre

 

Constitui a empresa de construção civil Araújo, Volosche e Cornelsen Ltda, na qual era o responsável técnico pelos desenhos arquitetônicos, Serafim Volosche pelos cálculos estruturais e Júlio Araújo pela parte administrativa.

1944    

Reforma (modernização) da estabilidade da residência do Prof. Samuel Chamechi.   

1945

 

campeão paranaense de futebol profissional

pelo clube atlético paranaense

campeão paranaense volley-ball

vice campeão paranaense bola ao cesto

Projeta a casa de seu pai Emílio Cornelsen 

1945

Residência Nelson Justus (R. José de Alencar, 711)  

1946

Residência de campo do engenheiro, Chácara do Lolô, em São José dos Pinhais (Avenida Rui Barbosa, )

1946-1949

Sócio cotista da empresa Obras e Melhoramentos S/A com seu sogro José Lupion. 

1947

Moysés Lupion é eleito Governador e toma posse em 12/03/1947 

1948

24/09 – Casa-se com Cleuza Lupion, filha de José Lupion.

1948

Concurso para execução do Teatro Oficial do Estado, o Teatro Guaíra.

1948 

Projeta o Estádio Olímpico do Paraná Moyses Lupion  e elabora o sistema de venda de cadeiras para possibilitar a construção sem ônus para o Estado      

1948  

16/01 - Nomeado assistente da cadeira de Arquitetura pelo Diretor da faculdade de engenharia da Universidade do Paraná. 

1948

3/10 - pede transferência para Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro. Alguns dias antes, Lolô espancara o professor Durval Ribeiro, por tê-lo reprovado na disciplina “Organização das indústrias. Contabilidade pública e industrial. Direito administrativo”, impedindo-o sua formatura. Oficialmente, Lolô se transferiu por motivos profissionais. Uma certidão do Instituto Nacional do Pinho, Delegacia regional do Paraná consta que  “Ayrton João Cornelsen [...] funcionário desta autarquia [...] foi transferido por necessidade de serviço para a Administração central no Rio de Janeiro”.   

1949

Projeta a residência João de Moura Brito Filho (Alameda Presidente Taunay, 271)

Residência Cleuza Cornelsen (demolida em 1999)

Residência José Lupion    

1949

“Empresta” seu sistema de venda de cadeiras para viabilizar a construção do Estádio do Maracanã.  

1949

Projeta a residência Slaviero, na rua General Carneiro 1398. A obra foi finalizada sem o acompanhamento do arquiteto, provavelmente só a fachada obedece ao projeto original. Na frente da construção se destaca uma cobertura/marquise de concreto armado com mais de 33 metros de vão.

1949

4/08 - gradua-se em Engenharia Civil pela Universidade do Paraná, aproveitando-se dos créditos complementares feitos no rio de Janeiro, de acordo com a sugestão do então Ministro da Educação e Saúde Gustavo Capanema.

1950 

Residência Renê Pereira 

1951

Bento Munhoz da Rocha Netto é eleito governador e toma posse em 31/01/1951   

1953

Residências construídas em parceria com Medoro Emílio Belotti e sua esposa Leoni Belloti (R. Dr. Faivre, 621; R. General Carneiro, 680);

 

Construção das dependências do Passeio Público, futuro bar do Pascoale

1955

Projeta a residência do engenheiro Otto Hildembrando Doetzel,na rua Engenheiro Rebouças, 2756

1956

Projeta a residência Caio Pimentel 

1956

Moysés Lupion é eleito Governador pela segunda vez e toma posse em 31/01/1956

1956

09/02 – nomeado Diretor do DATM - Departamento de Assistência Técnica aos Municípios -, no Governo Lupion, com o objetivo racionalizar o desenvolvimento das cidades interioranas do Paraná.             

1956

14 bis. para comemorar os 50 anos do 1° vôo mais pesado que o ar, Lolô e a sua equipe do DATM construíram um protótipo e um balão do 14 bis, de Santos Dumont. 

1956

Aryon Cornelsen, irmão de Lolô, assumiu a presidência do Coritiba FC e planeja a construção do Couto Pereira. O Estádio Olímpico Moyses Lupion, de 1948, foi refeito para atender as exigências do terreno do Alto da Glória e do Coritiba. 

1956  

Projeta o Clube Sicoal PAVOC, em São José dos Pinhais 

1957

Faz o plano diretor da cidade de Puerto Stroessner (Paraguai), o estádio Defensores del Thaco e obras de infra-estrutura para a ponte da amizade[1]          

1957

25/02 – indicado presidente da COPASA – Companhia Paranaense de Silos e Armazéns, tendo a missão de planejar o sistema de Silos e armazéns do estado.        

1958    

Representa o Brasil no V Congresso Internacional de Arquitetura e Urbanismo em Moscou e Leningrado (URSS), por indicação do presidente brasileiro Juscelino Kubistcheck.

1958  

06 de jan. - início da construção do estádio couto pereira, do Coritiba FC. projeto de Lolô.

01/12 – decreto 20.380, é nomeado diretor-geral do DER - Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná

a pedido do prefeito de Barracão, constrói a Estrada do Colono     

1958

 Presidente do Jornal “O Dia”, de propriedade de Moysés Lupion.

Início das obras do autódromo internacional de Pinhais (o primeiro do país);

 

inaugura em setembro as oficinas do DER em Curitiba.    

1959 janeiro, Lolô e Lupion inauguram o trecho da BR-39, entre o centro-Boqueirão e São José dos Pinhais.

25 de fevereiro, primeiro trecho inaugurado de estrada (DER-Pr) com a tesoura mágica

1960

 

outubro, inauguração do Ferry-Boat de Guaratuba.

 

o homem asfalto, Lolô recebeu a honra por seus mais de 400 km de asfalto.

 

 

operação zebu. introdução do gado zebu, importado da Índia, no paraná

 

dezembro, inauguração da Rodovia Moyses Lupion.

1961

Desliga-se do DER; Ney Braga é eleito Governador e toma posse em 31/01/1961  

1962-65  

- Alterna sua rotina entre Curitiba e o Rio de Janeiro, após o fim do mandato de Lupion. É contratado como Diretor Técnico pela empresa Caledonia Empreendimentos S/A. Empreende, projeta e dirige o Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. 

 

- projeta a vila olímpica do Vasco da Gama, que serviu posteriormente como base para o clube de campo do Pavoc.

1965 

Recebe convite de empresários portugueses para ir a Portugal, ministrar palestras sobre arquitetura moderna

1965 

Residência Henrique Wolf (R. General Carneiro, 937). Projeto (executado por) assinado por Tomaz Coccioli  

1965-1969

Articulista na revista Casa & Jardim, do Rio de Janeiro, projeta casas e edifícios no Rio de Janeiro.

1966 

23/08 - convite da Associação Cordobesa de Automóvel para a construção do autódromo.

25/09 - assina contrato com S.A.R.L. como engenheiro-arquiteto sócio do empreendimento do complexo turístico de Mussulo, península portuguesa do Mussulo, Angola, África.

Projeta o estádio Olímpico do Paraná (conhecido como Pinheirão), com capacidade para 75.000 pessoas, vetado pelo então chefe do IPPUC, Jaime Lerner.

menção honrosa da Câmara de Vereadores de Curitiba

1968

É contratado pela Grão Pará, empresa portuguesa de empreendimentos turísticos. Muda-se para Portugal e projeta e administra obras de interesse turístico da SARL e Interhotel SARL LISBOA. 

contrato para fazer o centro de recreação são bento               

1969

23/10 Confirmação da Autodril para Lolô dirigir e projetar o Estoril

12/11 contrato de trabalho com a grão parã s.a.r.l. para projetar  o hotel Holiday Inn da Madeira 

É contratado pela Grão Pará para a construção de um autódromo em Portugal (Estoril).Trabalha nas empresas Interhotel, Matur, Tuniagra e Grão-Pará em Portugal. 

1971

16/06 Holiday Inn Vila Moura e plano de urbanização turística

Holiday In Rio de Janeiro

1971

Ingressa na empresa de construção turística TECTUR SARL. Trabalha com o planejamento de complexos hoteleiros e turísticos, projeta autódromos, estádios em Portugal, África portuguesa, Espanha, etc. 

1972

08/08 contrato com a Turiauto S.A.R.L. para os projetos do complexo turístico do autódromo de Luanda.

1972

Negado a autorização da construção do complexo da Praia da Ana, Algarve, Portugal   

1972-80

  projeta complexos turísticos para o litoral paranaense para a Ilha do Mel e Pontal do Sul.

. alfabetização turística do Paraná - palestras, equipamentos sobre o turismo.

1973

07/06 contrato de trabalho com o sr. Pulo José Couto Vieira Ozório para os projetos do conjunto turistico luso-brasileiro de 2 hotéis e 1 clube

14/06 contrato ocm o sr. Carlos A. B. Oliveira para o projeto do Hotel Monte Estoril

16/08 contrato de trabalho com a Turiagra (turismo e agricultura SARL)

urbanizações turísticas

Minas de São Domingos

Herdade da Azenha

Quinta das Carochas

São Pedro de Palmela

25/08 soc. Imolusa SARL Nova Lisboa, Angola, para projetar o complexo turístico de Belem - autódromo e seus derivados.

25/11 contrato com a soc. Monte Choro SARL para projetar o Hotel Montechoro, no Algarve

 

1974

Contratado pela TURIAGRA SARL para desenvolver um projeto turístico em Antejo (Portugal); é efetivado membro da secretaria Nacional de Informação para execução do projeto de lei que regulamenta a indústria hoteleira e derivados no país. 

1974

No exterior, Lolô é reconhecido como um dos maiores especialistas em grandes hotéis.

Revolução dos Cravos em Portugal e a tomada do poder MPLA (Movimento popular de Libertação de Angola) em Angola e a paralisação dos projetos no país                  

1976    

Retorna para Curitiba; constrói várias casas com influências da arquitetura portuguesa e moura. O primeiro empreendimento foi a Vila Camões, um conjunto fechado de casas portuguesas, construídas para seus amigos de Portugal, que também haviam fugido da revolução dos cravos.            

1983

14/08 – Nomeado pelo decreto da presidência da república n 83.444 superintendente adjunto da SUDESUL[2] – Superintendência do Desenvolvimento da Região Sul. 

1985

Lolô é exonerado da Sudesul

1988

projeta o complexo turístico de Maricá, rio de janeiro

1996 recebe homenagem do DER-Pr, durante os festejos dos 50 anos do departamento

2000

Em 01.jun., Lolô recebe o título de cidadania benemérita do Paraná

2001-03

readequação de projetos da Sudesul:

hidrovia do ivaí

navegabilidade do rio Iguaçu

metroviário de Curitiba

transporte metropolitano Maringá-Londrina

estrada do colono

revitalização do litoral paranaense: 

matinhos, Guaratuba, ilha do mel

 

2002

projeta o complexo prive dos lagos, em Barra do Sul, Santa Catarina.

palestra na Assembléia Legislativa do Paraná sobre transporte de massa, metroviário de curitiba, der-pr;

2003

restauração do Porto Matarazzo

restauração da oficina da rede ferroviária, Curitiba

2004 Plano de Gerenciamento de Curitiba para o deputado estadual Neivo Beraldin.

Projeto turístico para a cidade de Prudentópolis.

14 de agosto, Palestra sobre Poder Público e o Urbanismo em Curitiba. Lolô analisa a implantação do Plano Agache conforme os prefeitos curitibanos no MON (museu oscar niemayer).

14 de agosto, lançamento do livro Caminhos da Arquitetura - a trajetória profissional de Ayrton Lolô Cornelsen, do historiador Paulo Cesar Lins Zanoncini no MON.

 

 

 

 

 

Featured Products
 
Lolonet portal lolô projetos fundação

 

   

 

nós | contato | mapa do site

© 2004 Tradiz